iluminação interior

Como escolher a iluminação interior da sua casa?

A iluminação interior é um dos pontos mais importantes da casa, apesar de muitas vezes nos esquecermos que ela existe e que faz toda a diferença na harmonia de um lar. Além de nos ajudar a delinear os espaços, é responsável por torná-los mais aprazíveis, ideais ou não para trabalhar, dormir ou ler. É tão relevante que chega a ser pensada desde o início da construção, junto com o projeto de arquitetura. Portanto, neste artigo deixamos algumas dicas para quando chegar o momento de decidir a melhor iluminação para as diferentes divisões da sua casa. Vamos a isto?

A sala

Na sala, a luz ambiente é fundamental mas não é suficiente. Aqui pode, de facto, fazer toda a diferença combinar diferentes tipos de iluminação. Faça, por exemplo, uma mescla de várias luzes, candeeiros e luminárias com diferentes alturas e, em algumas zonas, podem mesmo ser amovíveis de forma a permitirem uma iluminação flexível, que vá de encontro às suas necessidades de utilização.

Se a sala em questão já conta com uma decoração ousada, poderá simplificar, e sobretudo não comprometer, usando apenas luzes embutidas que, normalmente, recorrem a lâmpadas LED e que são ligadas com interruptores diferenciados. Deste modo, pode escolher a área que quer iluminar e até optar por um regulador que permita regular a intensidade da luz.

No que diz respeito à sala de jantar, a iluminação geral deve incluir vários pontos de luz sobre a zona de refeições para proporcionar uma boa iluminação, sendo que poderá decidir-se por instalar luminárias suspensas e reguláveis.

iluminação interior

A cozinha

Na cozinha deve colocar iluminação geral para criar uma luz natural no espaço, assim como iluminação com interruptores independentes em diferentes locais, como por exemplo por cima do fogão, do lava loiça e da bancada. Outra dica é a de colocar candeeiros de teto sobre a zona de refeições, se existir.

Para poupar economica e energicamente, priorize um sistema de iluminação em que as luzes sejam ligadas e desligadas separadamente.

Os quartos

Sejam eles infantis, juvenis ou de casal, o importante é privilegiar uma luz que permita o descanso e a sensação de um ambiente tranquilo, o que quer dizer que deve evitar luzes brancas e frias. 

Além da iluminação geral (luzes do teto), é importante que tenha luzes de tarefas, como por exemplo para ler. Importante aqui é que tanto a luz geral como as das mesinhas de cabeceira devem ser possíveis de ligar e desligar a partir da cama e da porta. Além destas, que são fundamentais, nada impede de colocar ainda um bonito candeeiro de quarto na parte central, sendo esta uma boa forma de trazer equilíbrio e harmonia ao espaço.

iluminação interior

As casas de banho

Aqui deve ter especial atenção para evitar que a iluminação geral crie sombras. Como? Idealmente, deve optar por uma iluminação geral para o teto que espalhe a luz e também no espelho, de modo a evitar as sombras.

Sabe como tirar proveito da luz natural?

Não é segredo que a luz natural é a ideal para qualquer casa, por ser a mais confortável para o ser humano. Se não lhe é possível mexer na estrutura da sua casa, poderá tirar partido da iluminação natural através da pintura de paredes em tons claros ou mesmo em branco. Assim, os raios de luz terão a capacidade de refletir em maior quantidade, fazendo do seu espaço um espaço mais iluminado. Adicionalmente, evite cortinas escuras e de tecidos grossos, a menos que o objetivo seja mesmo esse, bloquear a luz que entra.

Sabe como contornar as limitações da sua casa, criando mais pontos de luz?

Caso não esteja a construir uma casa de raiz, em que ainda lhe é possível criar pontos de luz direta nas áreas mais importantes, poderá sempre criá-los artificialmente através das chamadas “puxadas de eletricidade”, que podem ficar escondidas por paredes falsas, tetos, com calhas ou cabos elétricos. Para que o trabalho fique perfeito, pinte-os da mesma cor da parede e/ou teto, de modo a neutralizá-los ao máximo.

Por último, mas não menos importante: ilumine sustentavelmente

A melhor iluminação da sua casa deve também ser amiga do ambiente. Se lhe for possível, invista em lâmpadas ecológicas, como as lâmpadas LED, que, além de serem mais eficientes, podem ainda representar uma poupança de cerca de 80% relativamente às tradicionais. Apesar de inicialmente o custo ser mais caro, a poupança acabará por compensar a médio/longo prazo. Portanto, não descarte esta possibilidade. 

Em suma, a iluminação interior é um dos elementos essenciais a ponderar e, além do impacto que tem no resultado final, também é importante do ponto de vista funcional. Com este artigo esperamos ter ajudado a iluminar as suas ideias, mas se ainda tem dúvidas sobre as lâmpadas adequadas às diferentes divisões em termos de cores, leia ou releia o nosso artigo sobre qual a temperatura ideal em função dos espaços, disponível aqui

De resto, já sabe que na JOM encontra tudo para o seu lar, a preços simpáticos e acessíveis a todas as carteiras.

You May Also Like

Alguns itens para eliminar da cozinha

limpeza

Limpeza em casa: ano novo sem tralhas

decoração de ano novo

Ideias para uma decoração de ano novo acessível

ferro de engomar

Ferro de engomar: cuidados a ter para prolongar o ciclo de vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *