Dicas para dividir ambientes integrados através da decoração

Numa casa, nem sempre é possível dividir ambientes através de paredes fechadas, especialmente se as áreas forem reduzidas. Além disso, é cada vez mais comum vermos ambientes integrados, mesmo em habitações grandes, por contribuirem para uma estética mais leve e moderna. Em muitos casos, o ideal é ter soluções que mantenham uma certa integração, porém com um toque de privacidade. A solução pode passar por apostar nessa separação através de móveis e/ou peças decorativas e aqui salientamos dois modos de o fazer:

  • Dividir ambientes totalmente com móveis feitos à medida;
  • Dividir parcialmente com móveis já existentes, sendo que os ideais são os de dupla face ou que, pelo menos, têm um fundo bem acabado (como um sofá).
Sofás

O sofá é, talvez, o móvel predileto e o mais comum de se ver para criar limites entre espaços. Parece óbvio, mas o truque fica pelo espaçamento que se dá entre o mobiliário e esta pode ser opção ideal para separar a sala de estar da sala de jantar, a sala de estar da cozinha ou até a sala de estar do escritório.

O sofá pode ser usado sozinho ou com outro móvel atrás, como o exemplo que damos abaixo. 

Estantes vazadas

Uma estante baixa colocada rente ao sofá para dividir a sala da TV da restante da área social está muito em voga. A peça pode servir também como uma biblioteca, apoio para objetos decorativos ou, nos dias em que recebemos convidados, como base para petiscos e bebidas. No fundo, esta sugestão passa por investir em estantes sem fundo de modo a ampliar o espaço e que nos possibilitem ter mais espaço de organização e arrumação. O toque especial vai ficar por conta dos objetos que escolheres colocar na estante. Se forem bem integradas na decoração, pode ser aquele toque de separação de espaços que procuras! 

Aparadores

Um aparador pode muito bem servir como um móvel delimitador de ambientes nas nossas casas. Na sala de jantar podemos até vê-lo enquanto bar, de modo a que possa armazenar copos e bebidas, seja no interior ou no tampo. O aparador JOM Setúbal, de fabrico nacional, com duas portas, duas gavetas e um nicho extra pode ser a opção ideal se procuras esta solução.

Sugerimos ainda o aparador JOM Viseu, que é estreito mas comprido e tem uma excelente capacidade de armazenagem. Seja qual for o uso que lhe pretendes dar, com certeza encontras no site da JOM o modelo de aparador que precisas.

Biombos

Uma das grandes vantagens dos biombos é que ocupam pouco espaço, podem ser movidos ou fechados com facilidade e encontram-se opções bastante acessíveis no mercado. Tanto pode servir para delimitar a lavandaria na cozinha como para criar um espaço na sala para um escritório, por exemplo. Se pretendes alongar o espaço e garantir que não haja um bloqueio de luz, podes optar por um biombo translúcido ou com aberturas. 

Ilhas 

Outra forma de forma de delimitar os espaços e deixar os ambientes mais organizados, mantendo as vantagens da integração são as ilhas de cozinha. É uma solução eficiente que tanto pode ficar encostada à parede ou no centro do ambiente.

Tapetes ou cortinas

Uma das maneiras mais simples de dividir ambientes é com tapetes, seja em sobreposição com outros tapetes, seja por baixo de móveis grandes. Em ambientes integrados, cada área pode ter um tapete diferente da outra (desde que tenham uma combinação harmoniosa) ou só uma delas ter tapete.

As cortinas também podem servir para delimitar espaços lá em casa. Dependendo do tecido, são ótimas soluções para quem quer deixar passar a luz, podemos abri-las ou fechá-las consoante a necessidade. Além disso, são também um imponente elemento decorativo.

Pontos de luz 

A luz é essencial tanto para dividir os espaços como para os manter interligados. Os candeeiros suspensos são a grande tendência, principalmente em cozinhas, onde podem e devem tornar-se a peça de destaque. Esta questão é tão relevante que chega a ser pensada desde o início da construção, junto com o projeto de arquitetura. Se tens dificuldade em escolher a iluminação interior adequada, sugerimos a leitura deste nosso artigo sobre o tema.

Pintura das paredes

A pintura das paredes é uma forma subtil mas eficaz de distinguir diferentes ambientes no mesmo espaço. Conjugar as cores dos dois (ou três) espaços tanto pode criar divisão como continuidade. Se não te sentires à vontade para combinar várias cores, se não quiseres arriscar demasiado, opta apenas por três cores que possas facilmente harmonizar entre os espaços a delimitar. O ideal é coordenar uma cor quente, uma fria e uma neutra.

O desafio pode até ser grande mas é igualmente prazeroso, uma vez que, ao mesmo tempo que criamos fluidez entre os espaços. Seja qual for a opção, umas mais fáceis de colocar em prática que outras, o importante é meter mãos à obra e fazer acontecer.

You May Also Like

sapateira

5 Sapateiras para ajudar na organização lá de casa

jardim

4 Dicas úteis de como decorar o jardim

roupa de cama

Como escolher roupa de cama para o verão?

Arrumações

Arrumações de primavera: 5 artigos JOM para ajudar na tarefa

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *