guardar alimentos

Dicas sobre como escolher e guardar alimentos (embalados ou a granel)

Pode parecer básico – intuitivo, até! -, mas não é óbvio para toda a gente saber escolher e guardar alimentos, sejam eles embalados ou a granel. É uma tarefa que exige um certo critério, apesar de parecer não ter nenhuma ‘ciência’ por detrás, mas, por exemplo, no caso dos produtos pré embalados, é fundamental ler o rótulo, já que é aí que vemos a lista de ingredientes que compõem o alimento, incluindo aditivos e alergénios. Já no caso dos produtos a granel, é importante considerar o aspeto e as condições de conservação. Portanto, se te estás a lançar neste desafio de morar sozinh@ ou se simplesmente não pescas muito do assunto e é do teu interesse, cá está um bom artigo para dedicares cinco minutos da tua atenção. 

Leite e derivados

Sendo importantes fontes de cálcio, o leite e seus derivados costumam fazer parte da lista de compras, sendo que devemos dar preferência a produtos meio gordos ou magros. Importa verificar as condições de conservação e o prazo de validade, que devem constar na embalagem. Iogurtes, leite pasteurizado e queijo fresco devem estar em expositores com temperaturas até 6ºC e, por isso, é importante que durante as compras se deixe para o fim e se a viagem for longa devem ser transportados num saco isotérmico.

Frutas e legumes

No caso das frutas e legumes devemos dar preferência a alimentos que sejam da época e, no momento da compra, escolhe fruta com um aspeto são, sem manchas, zonas apodrecidas ou outros defeitos. No local de venda, deve haver informação sobre a proveniência e a categoria comercial. 

Quanto aos legumes, seleciona legumes frescos, com aspeto limpo e viçoso. No caso do tomate e do pepino, certifica-te de que o pedúnculo ainda está fresco.

No que diz respeito ao armazenamento, a maioria da fruta e dos legumes pode ser colocada no frigorífico, especialmente quando o tempo está muito quente e a fruta amadurece mais rápido. É aconselhável descascar a fruta ou lavar muito bem antes de a consumir e devemos rejeitar as folhas exteriores dos legumes para minimizar a exposição a pesticidas, nitratos, dioxinas, entre outras substâncias.

Leguminosas

No caso de optares por leguminosas frescas, escolhe unidades limpas e viçosas. Se preferires leguminosas secas, opta por embalagens bem fechadas e depois podes conservá-las até um ano em local fresco, seco e ao abrigo da luz solar. Estas devem ser demolhadas entre oito a 12 horas, de acordo com o tipo de grão. Se fores utilizar a panela de pressão, poupas mais tempo e energia. Após a cozedura, e caso não seja para consumir de seguida, podes guardar no frigorífico até três dias, num recipiente fechado, assim como podes também congelar, apesar de a textura ficar um pouco mais esponjosa. 

Ao comprar a granel, é necessário prestar alguma atenção aos grãos, uma vez que devemos selecionar os que tenham pequenos furos.

Carnes

Talvez já seja senso comum que devemos preferir carne de aves ou de coelho, uma vez que é importante limitar o consumo de carnes ricas em gorduras saturadas e as peças com gordura visível. Como saber que a carne é de boa qualidade?
. Apresenta uma cor agradável
. O odor é suave, neutro e pouco pronunciado
. O músculo é untuoso e macio

Portanto, não devemos aceitar peças com matérias estranhas ou zonas escurecidas, alteradas e secas. Se costumas comprar peças pré-embaladas, deves escolher a que tiver a data de abate, embalagem ou início de comercialização mais recente. Caso precises de carne picada há duas dicas essenciais a reter: pede para a prepararem à tua frente, ou então pica-a em casa. 

Presunto

Pode parecer difícil, mas basta prestar atenção a alguns pormenores como uma com cor uniforme, sem cristais de sal na superfície e sem ser brilhante em demasia. Os cristais podem indicar que está muito seco e o brilho pode ser sinónimo de uma textura pastosa e pouco agradável. Quanto à gordura em si, deve tender para o branco, até porque amarelo é sinal de ranço. Às vezes vemos presunto com pequenos pontos brancos na superfície que surgem naturalmente durante a cura e podem até ser um indicativo de qualidade. Manchas azuladas denunciam bolor e se o sabor for demasiado ácido ou a ranço são também sinais de que o produto se deteriorou.

No que à conservação diz respeito, o presunto fatiado deve ser guardado no frigorífico, sendo que se a embalagem não estiver aberta pode ficar até à data indicada no rótulo e, após a abertura, devemos mantê-lo no frigorífico, mas num recipiente fechado e consumir preferencialmente dentro de dois a três dias. 

Claro está que devemos sempre verificar o prazo de validade.

Peixe e bivalves

Aqui é importante reter que o peixe fresco deve ser consumido no dia da compra ou, no máximo, no dia seguinte, desde que guardado no frigorífico.

Não é recomendado comprar bivalves à beira da estrada, devemos comprar os que se encontram embalados e com marca de salubridade e estes devem estar num compartimento frigorífico ou sobre gelo, pelo que não é aconselhado comprar se estiverem imersos em água.

Ervas aromáticas e especiarias

A melhor opção é comprar em pequenas quantidades, a granel, para evitar que envelheçam nas prateleiras da cozinha. É importante estarmos atentos ao cheiro, especialmente se for a bolor. As folhas secas das ervas aromáticas devem ser conservadas em frascos herméticos, num local fresco, seco e preferencialmente escuro, sendo que aguentam até um ano, no máximo. Deves evitar tirar as especiarias do recipiente com colheres húmidas ou despejar as ervas diretamente em tachos fumegantes, já que a probabilidade de a humidade as estragar é alta.

Esperamos que este artigo tenha sido útil. Por falar em alimentos, podes também espreitar a nossa página de receitas, aqui.

You May Also Like

tarefas domésticas

Tarefas domésticas: como envolver as crianças

Dicas para dividir ambientes integrados através da decoração

papel de parede

Como aplicar papel de parede?

remover manchas

Higiene: como remover manchas do colchão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.