jardim vertical

Como construir um jardim vertical dentro de casa

Mesmo que o seu espaço tenha áreas de dimensão reduzida, é possível construir um jardim vertical com diferentes formatos e espécies de plantas, da cozinha à sala, passando pela varanda e até pelas casas de banho. Com as cidades a ficarem mais populosas e as casas menos espaçosas, o jardim vertical acaba por ser uma alternativa fácil e adaptável para tornar a sua casa mais fresca e com um toque criativo.

Os jardins verticais tornaram-se uma grande tendência do paisagismo urbano. Estas estruturas personalizadas, montadas junto a paredes, são geralmente feitas a partir de materiais leves e adaptáveis. Primeiro começámos a ver estas paredes verdes pelas cidades e agora são comumente levados para dentro das nossas casas, numa tentativa de embelezarmos os espaços e de termos a Natureza mais presente no nosso ambiente doméstico. 

Jardim vertical natural ou artificial? 

Pois bem, isso dependerá do seu tempo livre e do espaço de que dispõe. Tenha presente que um jardim vertical natural precisa de boa luz natural, atenção redobrada e uma manutenção regular. Além disso, não raras vezes surgem problemas com a humidade proveniente das regas. Neste sentido, os jardins verticais artificiais surgem como uma excelente solução, já que contam com uma aparência realista, não exigem luz natural nem irrigação e podem incluir diferentes tipos de plantas artificiais, a seu gosto. Além disso, exigem um menor investimento inicial e os custos de manutenção são mais reduzidos.

Certo é que os jardins verticais, sejam eles artificiais ou não, não ocupam muito espaço e refrescam o visual da casa, seja na parte interior ou exterior. Especialmente em zonas dominadas por materiais mais rígidos e sombrios, os jardins verticais trazem brilho, energia e equilíbrio à casa.

Tipos de fixação e construção para um jardim vertical

Estrutura metálica e vasos de plástico

O suporte de estrutura metálica e vasos plásticos tem maior durabilidade e facilita na hora da manutenção, sendo que o ideal é fixá-lo afastado da parede (cerca de 10 cm) para evitar infiltrações na alvenaria. 

Suporte de madeira e vasos de barro  

Outra possibilidade é recorrer a estruturas de madeira, como prateleiras e estantes para sustentar os vasos. Se optar por vasos de plástico, estes serão mais leves e a manutenção será mais fácil, já os de barro vão conferir um efeito rústico conjugado com a madeira, mas eventualmente vão dar-lhe mais trabalho caso sejam derrubados pelo vento. Independentemente do material do vaso, importa dar o tratamento correto de impermeabilização para evitar o apodrecimento da madeira.

Caixas de madeira empilhadas

E por que não aproveitar as caixas da fruta e legumes para fazer o seu próprio jardim vertical? Coloque as plantas em vasos dentro das caixas para que seja mais simples sempre que precise de as mudar. Depois é só empilhar as caixas cuidadosamente e está pronto o seu jardim vertical com toda a originalidade possível. 

jardim vertical

Escadas reaproveitadas

Sabe aquela velha escada de madeira ou até de alumínio que tem lá por casa sem utilização e com fim à vista? Dê-lhe uma nova vida e faça o seu próprio jardim vertical com ela. Basta encostar à parede ou, se preferir mais estabilidade, fixar as pontas à parede.

jardim vertical

Agora é pensar no assunto, ponderar os prós e contras entre jardins verticais artificiais e naturais, aquilo que podem representar para o ambiente doméstico e por mãos à obra. Espreite as nossas flores e plantas artificiais e inspire-se!

You May Also Like

papel de parede

Sabe como escolher o papel de parede ideal para a sua casa?

quarto de bebé

Dicas essenciais para decorar um quarto de bebé

Decoração industrial

Decoração industrial: dicas para um ambiente que une o rústico ao sofisticado

novo normal

De volta ao novo normal: como adaptar a sua casa?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *